/ Lençóis Maranhenses, Maranhão, Rota das Emoções/ 10 comments

Conhecer os Lençóis Maranhenses foi sempre um sonho. Mas, sabe-se lá o motivo, nunca havíamos planejado nada! Foi quando um casal de amigos se mudou para a capital, São Luís e nos levou para uma das mais incríveis experiências de nossa vida!

Lençóis Maranhenses

O Parque dos Lençóis Maranhenses é um parque nacional que compõe uma área de mais de 155 mil hectares de dunas. Além disso, na época de chuvas se formam cerca de 5 mil lagoas de águas límpidas aonde é possível tomar banho.

Antes de ir para os Lençóis pesquisamos um pouco a história do lugar e descobrimos que ele se popularizou a partirda década de 1970, após uma expedição da Petrobrás “descobrir” e divulgar a região, que virou área de proteção ambiental alguns anos depois.

Ou seja, existe uma melhor época para se visitar os Lençóis Maranhenses que é no fim da temporada de chuvas, quando as lagoas estão cheias. Por isso, agende sua visita para os meses de junho até o início de agosto para aproveitar o melhor que a paisagem tem a oferecer.

Nesse guia você vai ver dicas completas sobre:

  • Quando ir;
  • Quais cidades usar como base e qual é a que combina com o seu perfil;
  • Com que destinos é possível combinar essa viagem;
  • Quantos dias ficar;
  • Como se locomover na região;
  • Quanto custam os passeios;
  • O que são os Grandes e Pequenos Lençóis Maranhenses;
  • Quais passeios fazer partindo de Barreirinhas;
  • O que conhecer em Barreirinhas fora os passeios aos Lençóis;
  • Onde comer na região;
  • Onde se hospedar.

Restou alguma dúvida? Deixe nos comentários e nós incluímos nos tópicos!

Lençóis Maranhenses

Quando visitar os Lençóis Maranhenses?

Os meses ideais para se visitar os Lençóis são entre junho e agosto. Mesmo assim, não deixe muito para o final de agosto, se quiser ver as lagoas no auge de suas cheias.

Falamos isso pois estivemos na região no feriado de 7 de setembro. Deu para ver muuuita lagoa legal e cheia, mas, pelas marcações na areia percebemos que elas já não estavam mais no seu auge.

De onde visitar os Lençóis Maranhenses?

Existem três cidades bases para se visitar os Lençóis. Quer saber qual mais se adequa ao seu perfil? vamos explicar cada uma delas.

Escolha a sua cidade base e não saia desse post: lá no final, mostramos dicas do hospedagens deliciosas em cada uma delas!

Barreirinhas: foi a cidade que serviu como base para a nossa viagem. É a de mais fácil acesso de carro e com mais opções de pousadas. Fica mais próxima a circuitos famosos como o Lagoa Azul e Lagoa Bonita.

Use Barreirinhas como base se: é sua primeira vez nos Lençóis, se você está sem carro ou de carro sem 4×4.

Santo Amaro: ainda não pudemos conhecer pois em 2018 ainda não era possível chegar de carro que não for 4X4, mas havia um estacionamento para deixar os carros e seguir viagem com os transportes que são oferecidos localmente. O que nos passaram sobre Santo Amaro é que suas lagoas costumam estar mais vazias (de gente), já que a cidade tem um acesso mais difícil. Outra vantagem é que algumas lagoas podem ser acessadas a pé, ou seja, não é necessário contratar o passeio.

Use Santo Amaro como base se: você já conheceu os Lençóis e seus passeios mais clássicos, se você quer uma experiência com menos tempo de trilhas e sacolejos.

Atins: É uma cidade mais distante. Pode-se chegar de barco ou de 4X4. Estivemos na vila em nosso passeio, em setembro de 2018. Apesar da comparação comum, Atins ainda não se parece com Jeri, mas está recebendo investimentos em pousadas e restaurantes e caminha para um futuro promissor. A população de Atins é composta por um percentual alto de estrangeiros, sendo os franceses um destaque entre esse público.

Use Atins como base se: você quer uma experiência mais genuína de vilarejo, se você é mais roots e preferia Jericoacoara de 20 anos atrás, se você também pratica kitesurf.

Com que outros destinos é possível combinar os Lençóis Maranhenses?

Existe um roteiro suuuper legal de se fazer em uma viagem que é a Rota das Emoções. Ela inclui o Delta do Parnaíba e Jericoacoara. Veja nosso relato sobre as duas cidades. Uma empresa que nos apoiou quando estivemos no Delta e cobre toda a região é a Natur Turismo. Fomos super bem tratados e indicamos de olhos fechados!

Quantos dias ficar nos Lençóis Maranhenses?Lençóis Maranhenses

Ficamos por lá 3 dias inteiros. Foi suuuper legal para termos uma ideia da região, mas ainda deixou a vontade de voltar e nos hospedarmos em Santo Amaro.

Você pode se hospedar por 6 dias, dividindo suas estadias entre Barreirinhas, 4 dias (Lagoa Bonita e Azul, Atins, Quadriciclo e Rio Preguica), e Santo Amaro, 2 dias (Lagoa das Gaivotas e  Lagoa da Betânia).

Mais do que isso provavelmente seria mais do mesmo.

Como se locomover na região?

Você não precisa necessariamente estar com carro. Inúmeras agências fazem o traslado entre o aeroporto ou seu hotel na capital São Luís e a cidade base que escolher para se hospedar.

Além disso, não é possível visitar as lagoas com carro particular, mesmo que esses sejam de tração  4X4. Somente carros autorizados entram na área de proteção ambiental.

Já dentro de Barreirinhas, você também não terá muita dificuldade de locomoção, pois a maioria das pousadas ficam no centro, perto dos principais restaurantes (indicamos todos no fim desse post mesmo, continue lendo!).

Para os deslocamentos que quiser dentro da cidade, existem cooperativas de táxi locais que fazem bem rsse trabalho.

Nós fomos de carro alugado e ele ficou muito parado. Uma dica é você contabilizar o valor do aluguel + combustível e comparar com o transfer para a cidade ida e volta (lembrando que é um valor por pessoa) e colocar uma gordura para eventuais gastos de táxi.

Nos contem aqui no comentário o que valeu a pena!

Quanto custam os passeios aos Lençóis Maranhenses? É uma viagem cara?

Em geral, a viagem aos Lençóis Maranhenses não é muito cara, a cidade têm hospedagens com valores acessíveis e existem restaurantes deliciosos (diferenciados mesmo) a preços bem justos quando comparados às cidades grandes. Continue lendo para ver nossas dicas de restaurante.

Entretanto, também não é uma viagem barata, uma vez que não é possível fazer os passeios por conta própria. Tudo tem que ser pago às agências.

Lençóis Maranhenses

Existem várias agências responsáveis por fazer passeios na região e os valores são padronizados. Por isso, pesquise bastante sobre as agências, pode ser o atendimento que vai fazer a diferença na sua viagem.

Os passeios em grupo em 2018 custam a partir de R$ 90 para os que duram meio dia e R$ 130 a partir dos que têm duração de um dia inteiro.

Além dessas opções em grupo, existem saídas privativas. Se você optar por esse tipo de viagem, o ideal é que consulte os preços diretamente com as agências.

Os passeios em geral buscam os clientes em suas pousadas, o que não torna essencial estar na cidade de carro.

Nossas agências foram a Lençóis 4X4 e a Tropical Adventure somente para o passeio de quadriciclo.

Existem também pacotes aonde você faz a travessia do parque, pernoitando dentro dele em vilas de moradores. Informe-se com as agências.

O que fazer nos Lençóis Maranhenses partindo de Barreirinhas?

Saindo de Barreirinhas, é possível conhecer os Grandes Lençóis e os Pequenos Lençóis. Para se chegar aos Grandes Lençóis, será necessário atravessar o Rio Preguiças em uma balsa. Já os pequenos Lençóis, que chegam até a cidade vizinha Paulino Neves, ficam do mesmo lado da cidade, não é preciso atravessar o rio para visitar essa região.

Se você quer saber qual vale mais a pena, é difícil dizer. Os Grandes Lençóis têm uma paisagem sensacional, a clássica dos Lençóis, enquanto os Pequenos têm uma paisagem e um passeio específico que amamos e achamos imperdível! Continue lendo para descobrir.

Passeios pelos Grandes Lençóis saindo de Barreirinhas

Vamos começar pelos passeios mais famosos de todo o parque! Os circuitos Lagoa Bonita e Lagoa Azul. Como dissemos acima, os Grandes Lençóis ficam do outro lado do Rio Preguiças para quem está em Barreirinhas. Os passeios incluem o traslado de balsa, não pague nada nesse momento. Para fazer a travessia, é necessário sair do carro. O meio de transporte oficial para as lagoas são as camionetes 4X4 com cobertura e banquinhos na caçamba. Se solte e divirta-se!

Os passeios são chamados de circuito pois eles não vão só para a lagoa que os batiza, eles visitam também as lagoas no seu entorno!

BIZÚ: Algumas camionetes são cabine dupla. Se for o caso da sua, tendo espaço, você pode ficar por lá, é mais confortável, mas sacode igual!

Circuito Lagoa Bonita

Circuito Lagoa Bonita é o passeio da foto mais clássica dos Lençóis! Ele tem duração de meio dia e um pouco cansativo. A agência nos buscou na pousada às 14hrs (nós escolhemos o passeio à tarde devido ao pôr do sol!), Fomos os últimos e logo estávamos na estação das balsas. Após a travessia de balsa, percorremos 40 minutos de trilha de areia de carro. Imagine o quanto o carro balança? Pode ter certeza que ele balança MUITO mais do que você imaginou.

Após esse trajeto, chegamos animados à área onde os carros estacionam, a partir daí o caminho é à pé! Aproveite para comprar água, pois algumas barraquinhas de locais vendem bebidas (não alcoólicas, pois as alcoólicas são proibidas no parque), tapiocas e lembrancinhas.

Para chegar ao topo, é necessário subir as dunas! A primeira subida chega a assustar e realmente não é fácil, subimos com a ajuda de uma corda e foi preciso um respiro no meio do caminho. Ainda assim, vimos pessoas de todos os tipos (gordinhos, magrinhos, crianças e idosos subindo ali), a subida é pesadinha, mas possível!

Lençóis Maranhenses

Olha o quanto se sobe…

O bônus é que quando você chega lá no alto, perde o ar, mas não com a subida e sim com a paisagem! Esse contato com os lençóis nos deixou atônitos!

 Vai aos Lençóis Maranhenses? Estique até o Delta do Parnaíba no Piauí

A partir daí, fomos passeando por várias lagoas, algumas com nome e outras sem. Todas são lindas e têm águas com tons de azul e verde sensacionais.  Como somos blogueiros, perturbamos nosso guia para nos levar à lagoas vazias (de gente!). Deu certo! Em uma das lagoas, ele nos indicou a que fica logo atrás. As fotos ficaram sensacionais!

Lençóis Maranhenses

BIZÚ: procure lagoas mais vazias (de gente) para suas fotos ficarem divas!

O penúltimo ponto do Circuito Lagoa Bonita foi… a Lagoa Bonita! Uma lagoa bem grande aonde as pessoas se espalham para aproveitar o ambiente. O Legal das lagoas dos Lençóis Maranhenses é que o espaço da “praia” é todo entorno dela. Dificilmente você disputa espaço com as pessoas!

Lençóis Maranhenses

Chegamos na Lagoa Bonita com o sol já começando a cair

O tempo em todas as lagoas, inclusive na Lagoa Bonita, é contado infelizmente. Nessa última e principal, ficamos cerca de 40 minutos. A partir dali, voltamos ao ponto de início, no topo das dunas, para assistir ao pôr do sol. Pense em um espetáculo! É um momento de silêncio, pois o lugar já é lindo, e ainda sob o sol se pondo… É um momento de muito agradecimento.

Nossa opinião sobre o passeio: lindo e imperdível, o circuito Lagoa Bonita é realmente quando você entende que os Lençóis Maranhenses são tudo isso mesmo que as pessoas falam e mais um pouco!

Circuito Lagoa Azul

Já o Circuito Lagoa Azul tem um acesso mais fácil. São cerca de 25 minutos de trilha e não tem o subidão inicial do circuito Lagoa Bonita. É claro que, em um parque de dunas existem muitas subidas e descidas, mas naquela região não precisa subir com a ajuda de uma corda!

As lagoas desse circuito não estavam tão cheias na época que fomos, mas a sua beleza não ficou escondida. O trecho de caminhada é mais curto que no passeio da Lagoa Bonita, o que não quer dizer que, para explorar bem a região, você precisará caminhar pouco.

Lençóis Maranhenses

BIZÚ: Como é um passeio de meio dia e não incluí o pôr do sol, marque esse para a parte da manhã e deixe o Circuito Lagoa Bonita para a parte da tarde. Você pode ver se é possível conjugar os dois passeios em um dia, sem precisar voltar à Barreirinhas. O problema é que por ali não existem restaurantes, então fica um pouco mais difícil.

Nossa opinião sobre o passeio: Bem legal, quase não fizemos, pois já conhecíamos o Lagoa Bonita, que é mais lindo. Não nos arrependemos de jeito nenhum de ter ido. A oportunidade de estar nos Lençóis Maranhenses é realmente única.

Canto do Atins

Finalmente, o passeio ao Canto do Atins foi o último que fizemos nos Grandes Lençóis Maranhenses. Ele tem duração de um dia inteiro e mistura praias e lagoas!

A primeira é em uma grande lagoa, onde ficamos 40 minutos. Não citamos muito o nome de lagoas, pois a maioria não tem nome mesmo. São centenas de lagoas, não dá para nomear tudo!

Lençóis Maranhenses

A próxima parada foi em um restaurante no canto do Atins. Ainda não era hora do almoço, só um lanche aonde o rio encontra com o mar. Ali é o reduto do kitesurf, tinham muitas pessoas surfando, o que deixa o visual colorido. Não espere no Caribe, o mar não é claro no Maranhão, principalmente no encontro com o rio. Pedimos um pastel no restaurante, mas ele não era o pastel que nós no RJ estamos acostumados: tinha uma massa mais grossa, não agradou.Lençóis Maranhenses

Depois, voltamos ao carro e andamos um pouco mais até parar na praia. Praia?! Sim, mar! Não é uma linda praia, mas é uma oportunidade bem legal de fazer algo diferente na região. Ficamos por lá cerca de 1hr e partimos para o Antônio para almoçar.

Antes da praia já tínhamos parado para fazer os pedidos no restaurante, então, quando chegamos, foi só comer! O camarão, prato famoso do Restaurante do Antônio (aceita cartão!), estava delicioso, mas os acompanhamentos, não! Não eram ruins, só sem graça, poderia ser mais caprichado no tempero.

O almoço foi seguido de um bom tempo descansando no redário do restaurante. Mais tempo do que gostaríamos, na verdade!

Como é um dia inteiro de passeio e muitas paradas, partimos para mais uma Lagoa. O barato dessa era que estava com um paredão de areia em uma das margens, deixando a paisagem mais linda!

Lençóis Maranhenses

Conheça também as lindas lagoas de Jericoacoara!

O passeio não incluía uma passadinha em Atins, mas pedimos com carinho e o motorista nos levou para conhecer. Dizem que Atins é o que Jeri já foi. Nós achamos um pouco sem estrutura demais para o nosso perfil. Uma boa parte da população de Atins é composta de franceses e italianos. Eles estão investindo em pousadas e restaurantes que têm tudo para deixar a vila charmosa porém rústica.

O passeio termina com um pôr do sol de tirar o fôlego, diretamente das dunas dos lençóis!

Lençóis Maranhenses

Nossa opinião sobre o passeio: estávamos com muitas dúvidas sobre fazer esse passeio, mas nos foi super indicado. O que achamos? Não é feio, pelo contrário, não é ruim, mas é forçado! São muitas paradas em um passeio só por que ele não tem um destino específico, mas sim, um overview do Lençóis, praia e etc. Não estamos dizendo que não vale a pena, é tudo lindo, mas é um entra e sai do carro e depois perde-se muito tempo descansando nas redes do restaurante quando preferíamos estar descansando nas lagoas. Enfim…

Quando falamos que muitos dias nos Lençóis Maranhenses pode ser um pouco “mais do mesmo”, é a isso que nos referimos. É mais um passeio, com mais lagoas, mais tempo sacudindo no carro…

Mesmo assim vale lembrar que os passeios incluem lagoas lindas e essa paisagem não tem como enjoar com facilidade. Estamos falando de um local de difícil acesso (só para chegar à Barreirinhas são quase 4hrs de carro desde São Luiz!), cujo preço das passagens de avião não costumam ser tão amigáveis quanto para outros destinos do Nordeste. Por isso, aproveite esse paraíso de beleza intocada, curta todos os momentos, pois a saudade bate!

Passeios pelos Pequenos Lençóis saindo de Barreirinhas

Passeio de Quadriciclo para Caburé

Sério, esse dia foi incrível! A gente sempre fala aqui que AMA passear de quadriciclo. Já fizemos isso no Ceará (Lagoinha e Flecheiras), em Alagoas (Gunga) e em Campos do Jordão! Sempre que vemos novas oportunidades de passeios de Quad, nos jogamos!

Nos Lençóis Maranhenses não seria diferente! Como não é possível fazer esse passeio nos Grandes Lençóis, as agências fazem pelos Pequenos Lençóis, o que não deixa nada a desejar de jeito nenhum!Lençóis Maranhenses

A agência

Nós fomos com a empresa Tropical Adventure e super indicamos. Não ganhamos desconto e nenhum tipo de parceria, mas estamos aqui para dar boas dicas aos leitores independente disso, então, com toda a segurança indicamos eles. Vimos outras empresas com muitos Quadriciclos e achamos complicado e menos personalizado fazer um roteiro assim. A nossa agência tinha cerca de 6 ou 7 quads e ficou bem mais fácil, além do que, ela passou em um lugar que ninguém mais passou. Continue lendo para descobrir!

A agência fica em um posto de gasolina, aquele principal de Barreirinhas, logo acima da loja de conveniência. Aliás, a loja tem bastante coisa. Foi onde compramos bebidas e lanchinhos para levar ao passeio. O nosso guia leva uma caixa térmica onde ficam as bebidas não alcoólicas (não custa lembrar que as alcoólicas são proibidas no parque!).

O passeio – manhã

Para visitar os pequenos lençóis seguimos uma trilha, não é preciso atravessar o rio. São cerca de 40 mins em trilha até chegarmos às dunas. O primeiro contato já é de lagoas e uma paisagem de areia e verde a perder de vista. Andamos bastante até chegar à primeira lagoa.

Mas essa parada não nos impressionou em nada. Se esperávamos uma paisagem intocada, estávamos em uma Lagoa com tirolesa, carro (4×4) de som altíssimo, pessoas vendendo cerveja e refri e até caiaque que quase nos atropelou. Saímos correndo dali e continuamos o passeio.

A segunda parada foi em um lugar de tirar o fôlego. Sempre que estivemos no nordeste nos encantamos com os parques eólicos e aqueles cata-ventos gigantes. Esse foi inclusive um dos pontos altos de nosso passeio à Mundaú e Flecheiras. Então, imagine estar dento de um parque desses, passar embaixo dos cata-ventos… Incrível, não? Essa parte do passeio deixou a todos nós sem fôlego. Não vimos outra agência por ali, éramos só nós!

Lençóis Maranhenses

Passado esse encantamento, seguimos pela praia até o nosso ponto final da manhâ: Caburé.

Em Caburé ficam alguns restaurantes à beira do rio Preguiça. Tomamos um banho de rio e almoçamos por lá. O restaurante serve bebida alcóolica (nesses lugares pode, o que não pode é levar no seu cooler).

A comida estava bem gostosa, a maioria das pessoas na mesa pediu pratos de peixe e todos elogiaram. Após o almoço, é natural ter um tempo de descanso nesses passeios de um dia inteiro, até por que, a volta seria embaixo de sol e pós almoço, indicamos que você faça mesmo a digestão antes de retornar aos quadriciclos.

Lençóis Maranhenses

Caburé é um convite ao relaxamento!

O passeio – tarde

Voltamos pela praia, passamos ao lado do parque eólico e fomos refazendo todo o caminho de ida no sentido contrário. Cabras e cavalos acompanham essa parte da aventura!

Pertinho da primeira parada, a única que não gostamos, paramos agora em uma lagoa maravilhosa. Era só para olhar, mas tratamos de mergulhar a aproveitar cada minuto do nosso dia, que já tinha sido perfeito! Terminamos ficando uns 40 minutos por ali, apreciando o sol descer devagarinho.

Quando saímos, ainda paramos em umas dunas bem altas e brincamos de descer, tudo com a supervisão e dicas do nosso guia. Antes de descer, da um medo enorme, mas quando você entra na duna com o quadriciclo, ele vai devagar, nem parece que é um passeio de emoção. De qualquer forma, adoramos a oportunidade.

Lençóis Maranhenses

Já era hora do pôr do sol. Não estava nos planos do passeio ficar para vê-lo, mas pedimos e insistimos com o nosso guia e deu certo.  Paramos alguns minutos para apreciar e continuamos o passeio acompanhados pela sua despedida.

Bizú: peça para seu guia esperar o pôr do sol. O nosso deu uma enrolada e conseguimos ver o sol caindo por trás das dunas!

Só não é possível ficar até o sol terminar de se pôr, pois ainda temos um longo caminho até chegar na cidade e vai ficando escuro.

Lençóis Maranhenses

Um momento desses…

Nossa opinião sobre o passeio: incrível e imperdível! Não é um passeio, barato, pagamos cerca de R$ 300. Se você não puder fazê-lo devido ao preço, saiba que existem opções de aluguel de quadriciclo por tempo nos restaurantes do canto do Atins e de Caburé. Você pode alugar por 20 minutinhos e ter um pouquinho da nossa experiência.

Passeio de barco pelo Rio Preguiças

Esse foi um dos passeios mais famosos anunciados por lá. Não fizemos, pois estávamos segundo rumo ao Delta do Parnaíba e, por lá, faríamos passeios de rio em lugares intocados. Sabíamos que nada superaria o Parnaíba. Além disso, de acordo com a programação, o passeio para almoçar em Caburé, o mesmo lugar que paramos no passeio de quadriciclo.

Além de Caburé, o passeio pelo Rio Preguiças para em Vassouras, aonde você tem contato com o rio, algumas lagoas e animais da região, como os macaquinhos. Antes de chegar a Caburé, ele também para em Mandacarú, um vilarejo aonde é possível visitar um farol (o qual só vimos de longe no dia do quadriciclo) com vista de 360° da região dos Lençóis Maranhenses.

Existe ainda um terceiro circuito, que é o da Lagoa Esperança. Esse nem nos ofereceram quando estávamos por lá e só vimos em nossa pesquisa pelos blogs de viagem da rede. Isso porque a Lagoa Esperança é perene, ou seja, não seca em nenhuma época do ano. Mas por que as outras secam e ela não, você deve estar se perguntando… Porque ela não é só alimentada pelas chuvas, ela recebe água de riachos. E é aí que está o x da questão: por receber água de riachos, ela não é tão clara quanto às outras. Se você for na época de baixa temporada, certamente vai conhece-la!

Além dos passeios citados, existem tours para Tutóia, cidade próxima aonde estão os Pequenos Lençóis, uma flutuação pelo rio Cardosa (que nos pareceu um programa pega turista de subir numa bóia e deixar o rio te levar, mas pode ser legal!).

O que conhecer em Barreirinhas fora os passeios aos Lençóis;

Não há muito o que conhecer na cidade, apesar de ela ser muito agradável.

Lençóis Maranhenses

Conheça seus bons restaurantes e aproveite os preços acessíveis. Além disso, ande pela beira rio, ouça o forrozinho que está sempre tocando por lá e tire foto no letreiro.

O que comer em Barreirinhas

O custo de vida em Barreirinhas não é alto. Por isso, decidimos por escolher os restaurantes mais bem classificados da cidade no Trip Advisor para conhecermos. Todos os que fomos nós amamos e estamos indicando aqui:

La Terraza Pizzaria

Com uma variedade enorme de sabores de pizzas, nós nos apaixonamos. Também conhecida como Pizzaria do Italiano, a La Terraza nos foi indicada por todos os guias. O restaurante pertence realmente a um italiano e a massa, o molho e os queijos estavam saborossísimos. Enfim, amamos o restaurante e seus preços. A caipvodka, além de linda, estava uma delícia!

BIZÚ: cuidado, pois ela fica em cima de uma outra pizzaria local. Suba as escadas de ferro para conhecer a La Terraza.

Restaurante Porto Preguiças

Lençóis Maranhenses

A entrada já é fofa…

É o restaurante do resort Porto Preguiças. Ele fica dentro do hotel, tem uma decoração linda. Fomos preparados para gastar um pouco mais e nos surpreendemos com a melhor moqueca da vida, extremamente bem servida que nos custou cerca de R$ 100 o prato para dois, servindo três. Sério, no RJ não se come uma moqueca mais ou menos por menos de R$ 150!

Ficamos apaixonados, já pensando em voltar!

La Maison du Rio – Restaurante Flutuante do Flat Gran Lençóis

O Flat Gran Lençóis fica próximo ao Centro da Cidade, é possível chegar de carro e há estacionamento para os clientes do restaurante também (sujeito a lotação). Seu restaurante principal é o La Maison du Chef, que se encontra no térreo de um de seus prédios. Entretanto, preferimos sua versão beira rio, o La Maison du Rio. Quando chegamos ao flat já nos indicaram essas duas opções, então, foi bem fácil, os funcionários indicam onde fica.

O La Maison Du Rio tem um cardápio bem variado, música ao vivo descontraída e delicioso ambiente, com a brisa do Rio Preguiças. Indicamos o local!

Z18 Bar e Restaurante

Lençóis Maranhenses

O grafite que tem dentro do restaurante

 

Com decoração toda moderninha, o Z18 agradou em cheio. Nos indicaram por lá o hambúrguer, que era gourmet e estava realmente delicioso. Trata-se de um bar mais local, menos turístico que adoramos conhecer.

Onde se Hospedar em Barreirinhas?

A cidade de Barreirinhas têm uma extensa lista de opções de hospedagem. Desde hostels até resorts.

 

Nós ficamos na pousada Toca dos Aventureiros. Ela fica próxima do centro, mas exige uma caminhada, então, é indicada somente se você estiver de carro. Seu café da manhã era uma delícia. O quarto é bem pequenininho, mas limpo e todo novinho. Pegamos o quarto com vista para o rio, mas não há essa vista!

Já o café da manhã foi super bem servido! O mais delícia da pousada é o Golden que mora lá! Ele toma banho de Rio E dá carinho para todos os hóspedes. Lindão!

 

Além da Toca dos Aventureiros, existem outras opções de hospedagem pela cidade. Veja só:

Em Barreirinhas:

  • A pousada Villas Boas está na beira rio em frente ao letreiro de Barreirinhas. Ela tem um excelente custo benefício e avaliação de seus hóspedes. É simples, mas toda novinha.
  • A Pousada Encantes do Nordeste foi onde alguns amigos já se hospedaram e super elogiaram. Ela é bem charmosinha e tem piscina, o que é maravilhoso visto o calor da região!
  • A pousada Barreirinhas tem quartos novinhos e vista pro Rio!

Em Santo Amaro:

  • A Pousada Sossego do Cantinho é indicada por ninguém menos que o Ricardo Freire do Viaje na Viagem.
  • A Pousada Rancho das Dunas é a que parece ter a melhor estrutura. Nao atoa, tem a melhor avaliação da cidade.
  • A Ciamat Camp tem praia e chalés muito gracinhas, estão super bem avaliados e tem uma prainha particular.

Em Atins:

  • A Pousada La Ferne des Georges é um sonho de linda! A mais bem avaliada de Atins, com uma diária um pouco mais salgada.
  • A pousada Céu Aberto é a outra escolha certa: avaliação acima de 9 e um custo mais acessível.
  • Finalmente, a Santa Maria é outra pousada a ser indicada: decoração de muito bom gosto e quartos com varanda pro Rio!

Salve essa imagem no seu Pinterest e não perca o post!

Lençóis Maranhenses

10 Comments

  1. Arrasou!!!! O melhor post que já li sobre os lençóis… estou guardando aqui para qnd eu for, tenho pesquisado bastante sobre a região e espero ir ano que vem 😉 obrigado pelos “Bizús” em cada tópico rs

  2. Realmente é um paraiso lindo demaaaaaais! Eu fui e tbm fiquei impressionada com tamanha beleza, coisa de doido E essa coisa das Rotas das Emoções né… muito bom!!

  3. Visitei os Lençóis em 2015 e amei. As lagoas formadas pelas chuvas são deliciosas e o pôr do sol é um espetáculo! Fiz o passeio pelo rio preguiças e super recomendo. Foi um dos lugares mais lindos que visitei pelo Brasil.

  4. Gentee do ceu, esse post caiu do ceu. To querendo ir pra la na Pascoa, é muito ruim? Minha ideia é ficar uns 4 dias tb. Amei as dicas e ja to salvando o post, vai me ajudar demais!! Parabenss!!

  5. Aninha sua linda! esse post era o que eu estava esperando! Essa viagem estou muito animada para fazer, já te contei isso. O post já está favoritado e a viagem sem dúvida será copiada!

  6. Os Lençóis Maranhenses são um destino que sempre quisemos visitar mas por questões de logística e restrições quanto ao melhor período do ano para contemplar sua beleza completa ainda não tivemos o prazer de ir. Por isso, sempre busco posts sobre esse destino para ir incrementando o roteiro da nossa futura viagem e posso dizer, com certeza, que esse é um dos posts mais completos que já lemos, sobretudo com opiniões sinceras como, por exemplo, o passeio do Canto dos Afins. Obrigado por compartilharem.

  7. Toda vez que leio sobre os lençóis o meu coração palpita HAHAHAHA quero! quero quero! Só quero! É o nosso “deserto” brasileiro, né? Com a diferença de que tem muita água, e é lindo. O pôr-do-sol, então, fantástico! Excelente o post, muito bem informativo.

  8. Socorro eu quero fazer essa trip AGORA!!! Sempre me assustaram falando q era MUITO caro, mas com seu post consegui ver que é super possível, e que, mais importante, vale muito a pena!!! To encantada com as fts de por do sol 😍😍😍

  9. Fui para Maranhão para um formatura mas não tive tempo para conhecer os lençóis, fiquei arrasada!!! Maravilhoso seu post, cheio de detalhes e informações importantes!! Preciso voltar para ver o por do sol, parabénsss!!!

  10. Também amei conhecer Lençóis Maranhenses, mas me hospedei em Santo Amaro. Fiquei numa pousada por indicação do Ricardo Freire e não achei a melhor opção do lugar, como ele dizia. Talvez tenhamos gostos opostos kkk… Mas os passeios foram ótimos e a população me recebeu super bem.
    Eu também pedi para o guia ficar até o pôr do sol, que é a coisa mais linda nos areais, fechando o passeio com chave de ouro. Bizu nota mil!

O que você achou??