/ BRASIL, Rio Grande do Sul/ 10 comments

A Fama dos bons vinhos produzidos na Serra Gaúcha é internacional! As cidades de Bento Gonçalves e sua vizinha Garibaldi que o digam, já que juntas elas produzem cerca de 60% do vinho produzido no Brasil inteiro!  Na região do Vale dos Vinhedos é possível encontrar as famosas Casa Valduga, Aurora, Salton e Miolo. Talvez você já saiba disso tudo, mas você sabe que a Chandon também está por lá?  Se você quer saber como visitar a Chandon Brasil, não deixe de ler esse post!Como visitar a Chandon

Eu não curto muito vinho, mas em compensação, sou apaixonada pelos espumantes da região. Enquanto eu estava planejando nossa viagem para Gramado, descobri que era possível conhecer à Chandon Brasil e enlouqueci!

QUER SABER COMO VISITAR GRAMADO GASTANDO POUCO?CLIQUE AQUI!

Como visitar a Chandon Brasil em Garibaldi?

Como visitar a Chandon

É muita emoção estar perto de tanto Chandon!

Para visitar a Chandon Brasil basta enviar um email à visitas@chandon.com.br com as seguintes informações:

  • Datas que estará na região
  • Número de participantes
  • Celular de contato
  • Cidade em que estará hospedado

As visitas acontecem de segunda à sábado em grupos de no máximo 12 pessoas e devem ser agendadas previamente!

Esse eu não agendar? Você poderá entrar e visitar a loja da Chandon Brasil, mas a visita guiada não vai rolar. Nós vimos alguns casais tentando fazer a visita guiada na hora que a nossa estava começando, nosso grupo não estava lotado, mas mesmo assim eles não puderam participar. Como a visita é bem legal

A visita guiada à Chandon Brasil é paga?

Não! A visita é gratuita e muito legal! Você prova espumante durante seu processo de fabricação!

Como visitar a Chandon

Posso levar isso pra casa? O que? A taça? Nao, o tanque!

Como chegar na Chandon Brasil em Garibaldi?

Se você está viajando para a região dos vinhos em Bento Gonçalves e Garibaldi, então você estará pertinho da Chandon, que fica na estrada entre as duas cidades, a cerca de 5km do centro de Garibaldi.

Para se ter uma noção do quanto é simples circular entre as cidades, basta saber distância entre elas é de menos de 15km.

Como visitar a Chandon

Cheguei, Chandon!!

BIZÚ: Como todas essas visitas incluem muitas degustações, indicamos fortemente que você contrate um tour. Existem muitas empresas e guias avulsos que fazem os traslados entre as diversas vinícolas existentes.

A Uber também já está na região desde 2017, olhe que beleza! Assim, você tem outra opção para degustar seus vinhos e espumantes com muita tranquilidade, sem precisar dirigir depois!

Se você, como nós, está hospedado em Gramado e vai fazer um passeio bate e volta, eleja o motorista da rodada ou contrate um tour.

Como foi visitar a Chandon Brasil?

A visita à Chandon permite conhecer um pouco dos processos de fabricação do espumante, aonde podemos ver os tanques onde o líquido fica e provar diferentes rótulos diretamente de suas torneiras.

Ainda passamos pelo laboratório e pela sala dos enólogos. Nesse momento, é impossível não pensar: eu nasci para exercer essa profissão! Brincadeiras à parte, é um trabalho que deve ser levado muito à sério, pois são eles que garante a qualidade Chandon que tanto apreciamos e é tão reconhecida no mundo!

A última parte do tour pela fábrica é o envase e é legal ver como funcionam as máquinas, produção em série total

Como visitar a Chandon

Envase

Tudo o que é produzido lá atende ao mercado nacional. Na ocasião de nossa visita, nenhum espumante Chandon produzido no Brasil era exportado.

A Chandon também tem vinícola na vizinha Mendoza, na Argentina. Se você quiser ver o que mais a charmosa Mendoza oferece, veja nosso post cheio de dicas!

Visto todo o complexo processo, vamos relaxar e provar os rótulos da Chandon? Hora de voltar à loja!

Se você gostou e quer comprar, essa é a hora! Os preços são bem abaixo do mercado e eles oferecem uma caixa com a qual é possível embarcar com você no avião sem problemas, olha que máximo!

Por que o Chandon fabricado no Brasil é espumante e na frança é Champagne?

Agora que voce aprendeu como visitar a Chandon, não chegue lá com essa dúvida simples!!

Essa resposta vale não só para a Chandon Brasil ou Mendoza, vale para todos os outros rótulos e fabricantes.Como visitar a Chandon

O champagne francês recebe esse nome por ser fabricado na região de Champagne na França. Além disso, o método da segunda fermentação na França (todos os espumantes passam por duas fermentações, o modo de fermentar é que difere), costuma ser diferente. Mas nós não vamos contar mais nada para não estragar as informações da visita!

O que mais fazer na Serra Gaúcha?

Como dissemos, a Serra Gaúcha é imperdível para os apreciadores de vinhos de plantão. Nós passamos um dia, fazendo um bate e volta a partir de Gramado, mas recomendamos fortemente que você explore a região por uns dois dias pelo menos.

O blog Viagens e Caminhos está com dicas bem completinhas de Bento Gonçalves que nós consideramos imperdível, confira! Eles também estão com um post top sobre o Vale dos Vinhedos!

 

E aí? Ficou com água na boca? Agora que voce aprendeu como visitar a Chandon, assine nossa newsletter para mais dicas!

10 Comments

  1. que passeio interessante, sempre achei um ótimo programa fazer visita à vinícolas e vinhedos, esse parece ser bem especial!

  2. Que os vinhos eram famosos eu sabia! Mas nao sabia que dava para fazer essa visita! Super interessante!!!

  3. Que luxo menina, nem sabia que tinha esse tipo de visitação na Chandom, nossa adorei, quero ir também 😍😍

  4. Nem sequer sabia que a Chandon estava no Brasil. Mas faz todo o sentido, deve ficar bem mais barato do que exportar daqui da Europa. E que surpresa a visita ser gratuita.
    P.S. As fotos ficaram lindas

  5. Adorei as dicas, morro de vontade de conhecer o vale dos vinhedos e aproveitar as visitas às vinícolas!

  6. Opaaaa nada mal conhecer a Chandon hein!!! Quero mto ir no Vale dos Vinhedos tbm =)) Show as dicas!!

  7. Diferente de você, eu prefiro vinho… Mas obviamente iria adorar fazer esta visita….
    E bacana informar que este espumante não é Champagne…. poucos conhecem as normas das Determinações de Origem Controlada (DOC)

  8. Amei ler esse post!!! Adoro esse tipo de passeio e adoro Chandon!!! Boa dica o agendamento prévio, chato ir até lá e não fazer o passeio, não é?

  9. Já estive na região e não fui até a Chandon. Está na lista para uma próxima oportunidade.

    Mas eles bem que podiam deixar as pessoas fazerem o tour sem estarem agendados, se tivesse vaga, né?!

  10. Gente, já quero! Quando estiver no Brasil, com certeza vou querer passar aí pra conhecer!

O que você achou??