Turismo em Brasília: a Praça dos Três Poderes

Praça dos Três Poderes

É aqui que tudo acontece.  A Praça dos Três Poderes é o ponto mais procurado pelos turistas que vão à Brasília e você precisa entender tudo o que encontra por lá, para não perder nenhum detalhe.

Depois que conheci Brasília, eu me apaixonei, mas não foi amor à primeira vista… Logo de cara, a Praça dos Três Poderes me decepcionou: uma praça enorme sem um jardim ou um chafariz bonitão no meio? Será que Lúcio Costa resolveu economizar ali?
A resposta é não! O lugar abriga muitas cerimônias, como por exemplo, a troca de bandeiras mensal e por isso precisa de espaço para circulação.
Já que estamos na praça mais famosa do Brasil, vamos começar nossa série de posts sobre a Capital por aqui?

Palácio do Planalto é o lugar aonde o presidente da República  trabalha. Todos têm aquela imagem de visitas importantes e medalhistas de ouro subindo a rampa! Sempre vi na TV e adorei conhecer ao vivo. Você pode só observar de fora, ou fazer a visita guiada. Se você gostou da ideia, veja nosso relato sobre a visita guiada ao Palácio do Planalto. Infelizmente, a rampa não podia subir!

Palácio do Planalto na Praça dos Três Poderes
Palácio do Planalto na Praça dos Três Poderes

Deixando a Palácio e atravessando a rua, você já se encontra nos fundos do Congresso Nacional. O famoso prédio símbolo de Brasília, é aonde trabalham os deputados federais e senadores. A visita por lá é mais fácil e não precisa ser agendada. Ela tem duração média de 1hr e vai te levar às duas cúpulas e algumas áreas comuns, como a que expõe presentes oferecidos por líderes de outras nações. Se você for em um dia de semana, pode conseguir assistir a uma parte da sessão na Câmara dos Deputados.

Congresso Nacional na Praça dos Três Poderes
Congresso Nacional na Praça dos Três Poderes

Uma curiosidade dali é que não há cadeira para que todos se sentem, lugares marcados somente para os líderes do partido na Câmara. Mas como o quórum nunca está completo, não faltam assentos. Já no Senado Federal há cadeira para todos e os lugares são organizados por estado.

O local tem uma arquitetura ímpar e muitas obras de arte. É interessantíssimo conhecê-lo. Enquanto espera a visita começar, você recebe um cartão postal e pode enviá-lo a qualquer lugar do Brasil. Alô, mãe, tô no Congresso!!

Congresso Nacional na Praça dos Três Poderes
Congresso Nacional na Praça dos Três Poderes – SENADO

As visitas acontecem diariamente e não precisam de agendamento prévio se você não compuser um grupo grande. Caso vá em grupo, faça contato prévio com o congresso para não perder viagem.

BIZÚ: Também nos dias de semana, quando tudo está funcionando à pleno vapor, existe um restaurante que é aberto ao público e que é uma boa opção para almoçar, pois o entorno da Praça dos 3 Poderes não apresenta outra alternativa. O restaurante é estilo buffet e não muito em conta, mas se você tiver ainda o que conhecer depois do almoço, não vale muito a pena sair, comer e voltar. Gerido pelo SENAC, ele fica em um andar alto do prédio anexo e oferece uma vista para a Praça.

O outro prédio, que representa o terceiro poder é  o Supremo Tribunal Federal, o STF. Infelizmente ele não abre para visitação aos finais de semana e feriados. Mas isso tem uma razão que é muito boa para nós cidadãos:  fim das horas extras. Indo durante a semana você também pode assistir às sessões.

Ainda assim, tem uma escultura bem na frente que representa a justiça. O segurança geralmente libera uma fotinho por lá!

STF na Praça dos Três Poderes
STF na Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes não acaba nos três poderes! São muitos os atrativos, reserve pelo menos uma manhã por ali!

Se você descer uma escadinha ao subsolo, por exemplo, vai encontrar o Espaço Lucio Costa, em homenagem ao idealizador do plano piloto. Com uma maquete enorme do plano piloto que vai te permitir entender um pouco mais sobre a capital. Essa maquete foi feita no final da década de 1980 (e demorou 11 meses para se concluir), mas sua última restauração, em 2002, atualizou quanto às construções do plano.

Espaço Lucio Costa na  Praça dos Três Poderes
Espaço Lucio Costa na Praça dos Três Poderes

Ao lado do Memorial ainda tem o Museu da Cidade de Brasília que é bem pequeno, mas não paga pra entrar e é um projeto de Oscar Niemeyer. Por lá, uma exposição permanente com inscrições da época da fundação da cidade. Quandu eu subi, não havia mais ninguém dentro do museu, nem funcionário, então resolvi ficar tirando fotos!

Museu da Cidade na Praça dos Três Poderes
Museu da Cidade na Praça dos Três Poderes

É também no meio da praça que você vai encontrar a famosa Escultura dos Candango (cujo nome original é Dois Guerreiros, mas poucos a conhecem assim) que foi feita para homenagear dois operários que morreram soterrados durante as obras de construção da Capital. Ela adquiriu um sentido importante e hoje, representa não só esses operários mortos em especial, mas também todos os homens que construíram a Brasília no sentido literal da palavra. Talvez por isso, muitos brasilienses se intitulem Candangos.

Escultura dos Candangos na Praça dos Três Poderes
Escultura dos Candangos na Praça dos Três Poderes

Do outro lado da praça o Panteão da Pátria foi construído em homenagem à Tancredo Neves, de quem conta a história em um memorial. Outra visita rápida e gratuita, que tem que ser aproveitada por quem está lá!

Panteão da Pátria na Praça dos Três Poderes
Panteão da Pátria na Praça dos Três Poderes

Descendo do Panteão, uma bela Bandeira do Brasil hasteada a 100 metros de altura. Só de olhar é difícil de se perceber, mas sua área tem 286 m2. É considerada a maior bandeira do Mundo!

BIZÚ: Foi da troca dessa bandeira que eu falei no início do post. A cada mês uma das forças armadas é  responsável por sua troca, em cerimônia com canhões, banda e grupamentos em forma. Para quem não tem o costume, é bem legal, os pequenos adoraram.

 

Bandeira do Brasil na Praça dos três poderes
Bandeira do Brasil na Praça dos três poderes

O que você achou??