Chile | Puerto Varas

Conheça a encantadora Vila de Cochamó no Chile!

18/01/2018

Eu comecei a escrever esse blog porque gosto muito de conhecer lugares diferentes e dar dicas de viagens. Sempre pesquiso muito antes de viajar, mas gosto de me surpreender com coisas que não li. Foi o que aconteceu em nossa lua de mel em Puerto Varas, quando conhecemos um lugar lindo chamado Cochamó.

Cochamó no Chile
Olha o visual de Cochamó!!

Antes de viajar, eu descobri o Instagram da Só Viagens e Turismo, a empresa do Cristo. Ele é brasileiro e filho de Chilenos, então nos comunicamos em Português. Por mais que eu arranhe o Espanhol, acho o máximo a possibilidade de combinar tudo em português, pois as chances de mal entendido diminuem bastante!

Agendamos alguns tours como o City Tour por Puerto Montt e Puerto Varas e ele me falou de uma cidade chamada Cochamó.

Pesquisei sobre esse lugar e pouco achei sites em português, o lugar é bem inexplorado por nós. O pouco que achei, foi focado em montanhismo, então, apesar de eu não ser adepta, indico essa cidade, caso você goste do esporte. Clique no link para o relato bem legal de um Brasileiro que foi escalar por lá e chama a região de Yosemite da América do Sul.

Como chegar em Cochamó

Partimos para Cochamó por volta das 9hrs da manhã. A cidade não é próxima, a viagem durou cerca de 1:30. No caminho, vimos os vulcões em mais ângulos e locais onde se criam Salmões. A economia daquela região depende muito da pesca e foi muito legal ver essas criações.

O caminho parte pela Costanera (Ruta 45) e depois pela Ruta 225. Apesar de bonito, os últimos km são de estrada de terra. Para nos distrair, a Só Viagens e Turismo ainda arrasa oferecendo água e petiscos! Não é que deu certo?

Cochamó no Chile
Petiscos da Só Viagens e Turismo

O que fazer em Cochamó

Chegando à cidade, passamos direto do Centrinho e fomos conhecer o Rio Cochamó. É ali que começa o famoso Paso de Cochamó, um trekking que termina na Argentina. São 6 dias de caminhada em meio aos Andes. O ideal é fazê-la no verão, quando se encontra menos neve e os rios estão mais baixos para travessia.

Cochamó no Chile
Rio em Cochamó

Como era manhã do dia 31 de dezembro, não pudemos explorar tudo o que a cidade oferece. Todos tinham planos para aquela noite.

Mas ainda havia o centrinho. Se é que se pode chamar de centrinho, pois vimos pouquíssimas pessoas na rua. Descemos a rua da linda igrejinha e logo chegamos à costanera. O que se vê ali não é um lago, mas sim o Estuário de Reloncavi, que recebe águas dos Rios Cochamó, Petrohué (aquele que visitamos em outro dia!) e Puelo.

Cochamó no Chile
Ainda tem um farolzinho fotogênico

Mais um belo lugar de águas claras, cercado por lindas montanhas nevadas. Mais do mesmo? Não, pois se em Puerto Varas e Frutillar vimos o vulcão ao fundo, ao longe. Essa paisagem é diferente, pois é um pouco mais fechada. Vale muito a pena!
Ficamos por lá só admirando a paisagem e conversando.

A orlinha é simples e tem um restaurante com vista para o mar. O Cristo nos contou que no auge do verão aquilo ali bomba!

Cochamó no Chile
Vista do Restaurante na Costanera

A Vila também conta com trilhas e Cachoeiras, sendo a mais  conhecida chamada de Tobogã. Ela é usada pelos turistas para escorregar e cair nas belas (e geladas) águas dos rios locais!

Se é tão bonito, por que é pouco explorado?

Cochamó não é um passeio famoso, mas é imperdível? Eu julgo que sim! Achei uma delícia. Creio ainda não ser tão famoso devido ao acesso. Hoje, poucas empresas de viagens fazem tour até essa cidade e por isso não se popularizou tanto!

Eu, aliás, gostei tanto que a foto que abre esse post virou rapidamente o fundo de tela do meu telefone!

Além de Cochamó

O Tour ainda inclui a ida à Caleta Puelche onde um ferry de 25 minutos leva à Caleta La Arena, para se apreciar a paisagem do estuário de Reloncavi. Caleta em português significa Porto Pequeno. Eu acho lugares assim muito charmosos e fiquei curiosa para conhecer. Infelizmente, além de 31 de dezembro, era dia de ir embora, pois passaríamos a virada na Capital Chilena, Santiago. Se você teve a oportunidade de fazer a tour completa, nos conte nos comentários!

A Só Viagens e Turismo

Destinos e Afins conheceu Cochamó a convite da Só Viagens e Turismo. Nosso compromisso, entretanto, é o de relatar exatamente como essa excursão aconteceu para que você possa tomar suas decisões de viagem.

Além dos que já relatamos, outro ponto positivo da viagem é que ela foi de van. Cristo explicou que prefere transportar o máximo de 6 pessoas por passeio, o que traz uma certa exclusividade no atendimento.

Acesse o site da Só Viagens e Turismo para informações de todas  as opções de Tours e Trekking!

Se quiser conversar com Cristo pelo What’s App o número dele é: +56 9 87428779

 

Only registered users can comment.

  1. Eu também gosto muito de lugares pouco explorados. Não ter que furar uma multidão de turistas faz muito pela atractividade de um lugar, haha. Fiquei aqui a pensar nessa caminhada de 6 dias pelos Andes. Acho que não tenho a preparação física necessária, mas deve ser memorável.
    Lindas fotos também

  2. Que viagem mais linda, gente! Simplesmente apaixonada! Poxa! Bem que queria arriscar esse trekking! Lindas fotos!

  3. Aninha
    Amei este lugar! Cada foto linda! eu tbem colocaria essas fotos como fundo de tela do meu telefone!
    hehehehehe
    Mas cada vez que eu leio sobre lugares de difícil acesso, bate uma tristeza… enquanto meu filhote não crescer…..
    🙁

  4. Eu adoro estes lugares que parecem não ter nada, não oferecer nada… eles são verdadeiras surpresas, pois neste nada tem muito. As fotos de Cochamó me deixaram encantada: que lugar lindo e totalmente desconhecido para mim! 🙂

  5. Olha, mesmo que fosse mais do mesmo, valeria a pena, as paisagens são lindas – e que sorte vocês deram com o tempo. Quando fui só choveu…

O que você achou??